Estação Virtual

 

 


Alice Gomes

Aqueles que acreditam que o curta-metragem é simplesmente uma opção mais barata de se fazer cinema, que é uma mera escola para o longa, ou uma forma menor e sem importância, terão uma ótima oportunidade para ver que estão enganados. Poderão constatar pessoalmente que o curta tem linguagem própria, que é uma forma pronta, e que tem produção expressiva no mundo todo. Quem quiser conferir é só dar um pulo na oitava edição da mostra Curta Cinema, que acontece desta quinta 19 até o último domingo do mês, 29/11, no Centro Cultural Banco do Brasil e no Estação Botafogo 3. Este ano a mostra traz 151 filmes de cerca de 20 países. Uma verdadeira antologia da produção mundial de curta-metragem.

Desde o final dos anos 80, o curta perdeu seu lugar nos cinemas brasileiros e seu espaço tem sido restrito aos festivais e mostras de cinema. Com a irregularidade e a dificuldade de exibição, o curta fica marginalizado e distante do público. Para dar visibilidade à atual produção nacional e para trazer exemplares do que há de melhor internacionalmente é que foi feita esta cuidadosa seleção, segundo os curadores do evento, Aílton Franco e Rossine Freitas.

A Curta Cinema começou timidamente em 1991, com apenas 12 títulos nacionais em 35mm, e a partir de então vem se consolidando como o maior espaço do cinema de curta-metragem do Rio de janeiro. A oitava edição da mostra está organizada em 20 programas diferentes. Entre eles estão quatro seleções com o panorama da produção nacional, com alguns títulos ainda inéditos e outros já consagrados em recentes festivais, uma programação com os filmes cariocas e um novo programa para filmes de baixo orçamento e alta criatividade (Programa No Budget). Para os internacionais foram preparados um programa específico para os filmes da América Latina, um para os da Espanha, um para os de Israel, um para os do Japão, um para os da Nova Zelândia e ainda um outro para os da Rússia.

Uma novidade da mostra deste ano é o programa Cinéfondation, com cinco filmes dos quinze títulos que foram apresentados no Festival de Cannes deste ano, que pela primeira vez teve uma mostra competitiva de curtas de escolas de cinema do mundo. Entre os cinco que serão apresentados na Curta Cinema está o ganhador do prêmio do Júri. Como todo ano será apresentado um programa temático com filmes nacionais e internacionais, este ano o tema é Sexo e Amor . Mas o maior destaque da mostra fica por conta do programa Grandes Diretores em Pequenas Doses, que traz curtas de Pier Paolo Pasolini, Ettore Scola e Martin Scorsese. Esta é uma oportunidade rara para o espectador carioca de assistir a filmes mais intimistas destes grandes cineastas.

A Curta Cinema promove ainda um workshop para 12 roteiristas, já selecionados entre 76 roteiros recebidos pela produção do evento, com a presença do diretor Rui Guerra, dos roteiristas Giba Assis Brasil, Jorge Furtado e Paulo Halm. Para o dia 23 está programado um encontro no Jornal O Globo com o tema "Grandes Diretores em Pequenas Doses"- O curta-metragem é um formato em si ou apenas um cartão de visitas para realizar um longa-metragem? Com a presença de Tata Amaral, Rosane Zvartman, Eduardo Escorel, Hugo Sukman e Jorge Furtado. E no dia 28 haverá um debate sobre roteiros para curta-metragem os palestrantes serão os mesmo do worshop.

Mais informações: www.curtacinemasffest.com

CINE ESTAÇÃO BOTAFOGO – SALA 3

Dia 20 – Sexta-feira

20h – Programa Espanha. Versão original em espanhol

22h – Programa Nova Zelândia. Legendas eletrônicas em português

Dia 21 - Sábado

20h – Programa América Latina. Versão original em espanhol

22h – Programa Sexo & Amor Internacional 2. Legendas eletrônicas em português

Dia 22 - Domingo

20h – Programa Israel. Legendas eletrônicas em português

22h – Programa Cinéfondation. Legendas eletrônicas em português

Dia 23 - Segunda

20h – Programa Japão. Legendas eletrônicas em português

22h – Programa Sexo & Amor Internacional 1. Legendas eletrônicas em português

Dia 24 - Terça

20h – Programa Rússia. Legendas eletrônicas em português

22h – Programa Grandes Diretores em Pequenas Doses 1. Legendas eletrônicas em português

Dia 25 - Quarta-feira

20h – Programa Seleção Sexo & Amor Nacional

22h – Programa Grandes Diretores em Pequenas Doses 2. Legendas eletrônicas em português

Dia 26 - Quinta-feira *

20h – Programa Seleção Brasil 98 - 1

A Hora Vagabunda, de Rafael Conde

Trampolim, de Fiapo Barth

Kyrie ou O Início do Caos, de Debora Waldman

Otto, Eu Sou um Outro, de Lucas Bambozzi e Cao Guimarães

Bela e Galhofeira, de Paulo Halm

22h – Programa Seleção Brasil 98 - 2

Náufrago, de Amilcar M. Claro

Pombagira, de Maja Vargas e Patrícia Guimarães

Uma História de Futebol, de Paulo Machline

E No Meio Passa Um Trem, de Fernando Meirelles e Nando Olival

Todo Dia Todo, de Flávio Frederico

Velinhas, de Gustavo Spolidoro

Programa Seleção Sexo & Amor Nacional

Sete, Sete e Pouco, de Paulo Weidebach

Adultério, de Ricardo Pinto e Silva

Gostosa, de Pablo Torres Lacal

batimam e robin, de Ivo Branco

Nos Tempos do Cinematógrapho, de Kika Lopes

Aventura, Amor e Transporte Público, de Bruno de André

Paixão Nacional 1: Choque Metabólico Irreversível, de Karim Ainouz

Vereda Tropical, de Joaquim Pedro de Andrade

* Neste dia, os programas serão exibidos na Sala 1

volta